Aprenda quando utilizar um funil de oferta imediata

Ao trabalhar com tráfego, o vendedor pode se deparar com consumidores nos mais diversos estágios (tranquilo, incomodado, pesquisador, comparador e até comprador). Mesmo respondendo, em média, por cerca de 0,5% do total de seu público, você encontrará consumidores que já estão prontos para comprar logo de cara. Por essa razão, é importante que a sua empresa monte um funil de oferta imediata. Geralmente, um funil de vendas completo possui algumas etapas, levando um indivíduo de seu estágio atual até os estágios comprador e propagador. Isso é feito através dos conteúdos de qualificação que o vendedor envia ao longo desse processo.

Em um funil de oferta imediata, o público, depois de ser impactado por um anúncio, é levado até uma página de captura, onde deixará um contato em troca de uma recompensa digital. A diferença, em relação a um funil tradicional, é que, depois de deixar o contato no formulário de captura, o lead será levado para uma página com uma oferta imediata. Ele não receberá materiais (técnicos e inspiracionais) antes de ser guiado até a oferta.

Geralmente, o funil de oferta imediata é utilizado para os produtos de menor preço  dentro do seu negócio. É o que chamamos de produtos de entrada. Mesmo com um baixo valor agregado e um preço menor, esse item precisa deixar o cliente satisfeito, para a sua marca ganhar a confiança dele e vender soluções com valores e preços mais elevados. Assim, ao fazer o Planejamento (2ºP), pense em opções de produtos para vender em um funil de oferta imediata.

Caso tenha comprado um produto dentro de seu funil de oferta imediata, o consumidor segue sendo um lead e deve receber conteúdos do funil de vendas relacionado ao próximo produto que você deseja vender para ele. Se o indivíduo não efetuou a compra, siga com o processo de qualificação, através de seus conteúdos até que, em algum momento, compre de você.

 

Leave A Response

* Denotes Required Field